Conheça a história de Sabrina, ex-aluna Soul que ganhou bolsa no MIT

Atualizado: 19 de abr.

Sabrina conquista bolsa no Instituto de Tecnologia de Massachusetts, nos Estados Unidos graças à Soul Bilíngue

Sabrina Cabral, ex-aluna da Soul Bilíngue

Sabrina Cabral Souza ingressou no Instituto de Tecnologia de Massachusetts (MIT) pelo programa MIT SOLV[ED] online. O programa oferece bolsas para área de tecnologia e a ex-aluna aplicou para bolsa com foco em protótipos de plataformas digitais. Além disso, ela conseguiu 600 dólares (cerca de 3 mil reais) para investir em equipamentos, custos de trabalhos e softwares.


Sabrina foi aluna do segundo semestre de 2021 na Soul Bilíngue. Venha conhecer um pouco de sua trajetória e como a Soul Bilíngue impactou a vida dela!

Quais foram suas principais conquistas atreladas à Soul Bilíngue?

Sabrina Cabral – Graças à Soul Bilíngue eu consegui destravar o meu inglês e tomei coragem para praticar participando de seleções e eventos em inglês. Dentre eles, um programa do Massachusetts Institute of Tecnology, no qual estou desenvolvendo o meu projeto, a Ruma, sobre sustentabilidade e juventude no nordeste brasileiro.


Como foi o processo seletivo da bolsa no MIT?

Sabrina Cabral – Por causa do meu desempenho positivo em atividades relacionadas a Ruma na instituição Força Meninas, consegui uma vaga no programa SOLV[ED]. O programa busca dar suporte dentro da comunidade MIT SOLVE para jovens com menos de 24 anos para soluções de problemas de suas comunidades. Inicialmente, quando surgiu a oportunidade da primeira bolsa foi bastante desafiador. Eu tinha que explicar o objetivo do projeto, o contexto no qual estava inserida e as metas que eu tinha. Além de um orçamento para uma pesquisa de validação do problema que minha ideia busca resolver.


“Graças à Soul, eu expandi meu vocabulário e contei com a ajuda da minha mentora na correção da aplicação para a segunda bolsa para prototipagem do projeto”

Exigia o inglês? Se sim, se sentiu mais preparada com a Soul?

Sabrina Cabral – Durante a primeira candidatura para a bolsa exploratória, eu ainda não tinha iniciado minhas atividades na Soul. Então, tive muita dificuldade em organizar as ideias, mas consegui o primeiro financiamento. Graças à Soul, eu expandi meu vocabulário e contei com a ajuda da minha mentora na correção da aplicação para a segunda bolsa para prototipagem do projeto. Os objetivos e orçamento foram bem mais completos e explicativos, além de ter desenvolvido um plano de ação mais ambicioso totalmente em inglês.


Qual foi sua relação com mentorias na Soul?

Sabrina Cabral – Durante todo esse período, minha mentora Carolina apoiou minhas atividades fora da sala de aula, me ajudando a construir uma boa narrativa profissional totalmente em inglês. Por causa das mentorias da Soul, a iniciativa que eu lidero conseguiu mentorar oito jovens de baixa renda do nordeste e norte para aplicar no programa Sustentability Leadership da Universidade de Cambridge. Usando o inglês que eu aprendi na Soul Bilíngue consegui ajudar esses jovens e cinco desses jovens foram aprovados.


Como funciona a iniciativa que você lidera?

Sabrina Cabral – A iniciativa se chama Ruma, foi criado com o objetivo de desenvolver competências de liderança em jovens nordestinas para promover cidadania e a difusão dos conceitos de comunidades sustentáveis. O projeto é voltado para jovens que estão inseridos em grupos vulneráveis.


Como foi essa conquista desses 600 dólares via MIT?

Sabrina Cabral – Dessa vez eu estava bem mais confiante, ciente de que estava passando exatamente o que eu queria dizer à equipe MIT SOLV[ED]. Graças à bolsa, poderei criar uma plataforma digital para mapear ações de impacto social na minha região e ajudar outros jovens minorias como eu.


Como sua família enxerga suas conquistas? Tem apoio?

Sabrina Cabral – Atualmente não conto mais com apoio familiar, infelizmente perdi minha casa e o contato com minha família de forma turbulenta por questões de violência. Apesar disso, sei que eles ficarão felizes com a notícia.

“Graças à bolsa, poderei criar uma plataforma digital para mapear ações de impacto social na minha região e ajudar outros jovens minorias como eu”

Com quem mora e o que cada uma das pessoas com quem mora fazem?

Sabrina Cabral – Atualmente estou morando com meu namorado, que assim como eu, trabalha com projetos de impacto social e estamos trabalhando juntos para alcançar esses sonhos.


O que você faz? (relacionado a estudo/trabalho)

Sabrina Cabral – Sou estudante de engenharia civil na Universidade Federal do Ceará e bolsista em um programa da minha cidade chamado Bolsa Jovem na área de Sustentabilidade, que recebe apoio do Banco Interamericano de Desenvolvimento.


Quem era a Sabrina antes e quem é a Sabrina pós Soul Bilíngue?

Sabrina Cabral – Antes eu era alguém totalmente insegura no inglês, precisava contar com a ajuda de várias pessoas. Hoje eu consigo desenvolver bem minha escrita e melhorei a minha fala. Além disso, graças à Soul consegui me engajar mais na comunidade e consegui mais oportunidades além da bolsa do MIT. Fui aprovada em mais duas bolsas a partir disso, a Fellowship de empreendedorismo Biashara, da comunidade internacional United People Globa e a bolsa de estudos integral no curso em liderança feminina Vital Voices Leadership Journey, da comunidade internacional Vital Voices Global Partnership.

95 visualizações0 comentário

Posts recentes

Ver tudo