Raça, cor e grupos em estado de minoria são tema de discussão entre psicólogos voluntários da Soul

Atualizado: Out 10

Encontro foi neste sábado (09), com o objetivo de tornar profissionais cada vez mais preparados para abordar temática com público diverso da instituição social



Raça e cor foram temática de encontro com psicólogos voluntários da Soul

Com o intuito de promover um espaço cada vez mais acolhedor e inclusivo dentro da Soul Bilíngue, mais de 20 profissionais de psicologia, voluntários da organização social, participaram de uma discussão sobre raça, cor e grupos em estado de minorias, no último sábado (09), em um evento online.


O encontro, organizado pela coordenadora de counselors da Soul, Luciane Torigoe, teve como convidados palestrantes Elvis Moura, professor de Língua Portuguesa, atuante na diretoria de ensino de Mogi das Cruzes com a pasta de Educação Étnico-raciais; e Thamires Ribeiro, psicóloga, mestranda em psicologia pela UFRJ e militante pelo Levante Popular da Juventude.


Para contextualizar a discussão, foram trazidas por ambos reflexões sobre a construção do Brasil atrelada às desigualdades e a necessidade de postura antirracista na sociedade, que vai além do discurso não-racista.


“A taxa de analfabetismo no Brasil é muito maior entre negros. A população carcerária é maior entre negros. É preciso entender que isso também é racismo pois, há anos, foi imposto desvantagens e privilégios a grupos marcados racialmente", disse Elvis Moura. "Precisamos aprofundar esse debate e entender que muitas coisas não podem ser romantizadas”.


Os apresentadores também contextualizaram seu discurso trazendo em evidência pessoas importantes e ativistas do movimento negro, como Luís Gonzaga Pinto da Gama, Angela Davis, Djamila Ribeiro, Neusa Santos, Grada Kilomba e Emicida.



52 visualizações0 comentário