top of page

De estudante com a Soul Bilíngue na África do Sul a Au Pair nos EUA

Intercâmbio em 2022 por meio da ONG foi o impulso necessário para Bruna Cardoso decidir embarcar para uma nova aventura na cultura americana.



Bruna em Maryland, estado onde está vivendo

Em 2022, a jovem Bruna Cardoso, de Suzano (SP), embarcou em uma emocionante aventura na África do Sul com a Soul Bilíngue, explorando novos horizontes enquanto vivia uma imersão em inglês na escola Good Hope Studies. Hoje, em 2023, sua história ganha um novo capítulo, marcado pela coragem e independência: trilhar o próprio caminho, desbravando Maryland, nos Estados Unidos, como Au Pair.


Longe de casa e em busca do sonho de ser comissária de bordo, ela está vivendo experiências que vão além das fronteiras geográficas, demonstrando a força de uma alma comprometida com o seu aprendizado e a liberdade.


Bruna foi um dos destaques da Soul Bilíngue em 2019. Para planejar o intercâmbio de Au Pair, meses de preparação foram necessários. “Eu comecei a pensar em vir porque sempre tive o sonho de morar nos Estados Unidos e estar imersa na cultura americana, além do objetivo de melhorar o meu inglês”, diz.



Ao decidir se aventurar nos EUA, ela está construindo experiências valiosas e inspira outros jovens a seguirem os próprios caminhos. Principalmente os que, assim como ela, vêm de famílias de baixa renda e não enxergam viagens internacionais como possibilidades.

"Em 2022 eu fui pra África do Sul com a Soul Bilíngue e isso foi o pontapé. Passei um mês lá e tive a certeza que queria viver mais essa experiência, passar mais tempo em outro país, imersa na cultura, na língua. Sem a Soul, esse desejo aqui não teria crescido”, conta.

A jovem chegou aos EUA em novembro e ainda está se adaptando à nova rotina. Com a responsabilidade de cuidar de três crianças, o apoio da família anfitriã tem sido importante. Desde que aterrissou, teve a oportunidade de visitar Washington DC e conhecer lugares como a Casa Branca, sede do governo americano, e o Lincoln Memorial, espaço que homenageia o 16º presidente estadunidense Abraham Lincoln.



“Sinto que o meu inglês já está melhorando. Porque a gente chega travada, com vergonha de falar. E toda vez que eu sinto essa vergonha ou vivo um momento difícil, lembro da experiência na África do Sul, de como eu melhorei meu inglês lá, de como eu achei que não ia ter amigos e fiz amizades. Sempre trago a experiência da Cidade do Cabo para o meu intercâmbio aqui, sabe? Foi incrível pra mim e sempre lembro de lá com muita saudade."

Incentivo

A Soul Bilíngue existe para mudar a vida do jovem de baixa renda vindo da escola pública. Nesse sentido, sente orgulho de acompanhar a jornada de Bruna, celebra a coragem e o espírito de empoderamento que a levaram a seguir os próprios sonhos.

“Para quem deseja fazer intercâmbio eu falaria: Vá! Sei que é muito clichê dizer ‘vá com medo mesmo’, porque eu sei como dá medo, muito medo. Dá vontade de não ir, de desistir, de chorar. Eu senti tudo isso, mas vim e seria hipocrisia dizer que não estou com medo agora, com saudades. É uma das experiências mais incríveis da minha vida, eu senti isso na África do Sul e eu tenho imensa gratidão pela Soul Bilíngue porque lá, pensei: ‘ quero ir de novo, agora ir pra outro país’. Aqui estou eu, morando nos Estados Unidos”, afirma.

“Às vezes a gente fala ‘caramba! impossível morar fora do país, impossível estudar fora’. Mas não é! Eu sou a prova viva porque fui pra África do Sul pela Soul. É só você ter empenho, dedicação e se esforçar pelo que você quer. Se você quer morar fora ou estudar, corra atrás disso, se dedique e não desista”, conclui. 


A história da Bruna é de autenticidade, crescimento e, acima de tudo, do poder transformador que a Soul Bilíngue consegue deixar na vida dos jovens que passam pelo programa, mostrando a possibilidade de  explorar o mundo com olhos curiosos e coração aberto.




127 visualizações0 comentário
bottom of page