top of page

Campanha Aventura Nacional desafia jovens a mobilizar rede por bolsas de intercâmbio

Os 40 alunos mais engajados conquistam um ano de curso de inglês online da EF English First no pós-Soul Bilíngue; doador ganha prêmio de R$ 800 para viajar


Da esquerda para a direita, Felipe, Arthur e Tatiane, jovens embaixadores no portão de embarque do Aeroporto de Guarulhos, com destino à Oceania

Até 17 de novembro os estudantes da Soul Bilíngue estão mobilizando suas redes de contato para convidar pessoas a doarem a partir de R$ 10 para a Soul Bilíngue e concorrerem a R$ 800 em crédito para fazer uma viagem pelo Brasil. Trata-se da Campanha Aventura Nacional, último desafio de engajamento do semestre. Além de contribuir com uma causa social, as doações somam pontos no ranking do aluno que disputa bolsas de estudo fora do Brasil e ainda vai destinar, aos 40 mais engajados, um ano de estudo de inglês online com a EF English Live, no pós-Soul Bilíngue.


A pessoa ganhadora no sorteio de 5 de dezembro, realizado ao vivo no Facebook da instituição social, escolherá um destino dentro do Brasil e a data que deseja viajar. Os custos de hospedagem ou transporte aéreo ou terrestre, até R$ 800, são cobertos pela ONG.

Na mobilização, o aluno envia um link exclusivo da Soul Bilíngue para que o doador acesse e clique em "Quero apoiar". Na sequência, basta fornecer as informações necessárias para a plataforma identificar o responsável pela doação e, então, ler ou ou copiar o código do QR Code para fazer a contribuição via PIX.



Cada aluno tem uma página exclusiva como essa. Ele também pode acompanhar o desempenho em tempo real


O aluno acompanha tudo em tempo real e o doador recebeu seus cupons da sorte (um para cada R$ 10 doados) diretamente no e-mail. Ao final da campanha, todos que contribuem são informados das informações do sorteio. O prazo para uso do prêmio é de até seis meses.


Entenda o programa

Durante seis meses de programa Soul Bilíngue, os jovens são desafiados em diversos aspectos, sendo as atividades e comprometimento com o inglês a maior pontuação. Vale destacar os desafios em grupo, onde são desenvolvidas outras habilidades, como criatividade e resolução de problemas, além dos desafios de captação, sendo apenas dois no semestre. Esses desafios de captação propostos para os alunos da instituição ajudam a manter a instituição social


Para onde vai o dinheiro da ONG?

Qualquer pessoa pode conferir os relatórios de transparência e todas as movimentações financeiras da Soul Bilíngue por meio do Portal da Transparência.


Os recursos dos desafios de engajamento, como estes, somam-se a doações de parceiros e pessoas físicas para a manutenção do programa.


Por ano, a Soul Bilíngue atende mais de 600 jovens de baixa renda por ano e gerencia mais de 400 voluntários por meio de um time de 12 colaboradores. Além da equipe, a organização social possui despesas com Contabilidade, Departamento Jurídico, impostos, manutenção de site, plataforma de aulas e portal do aluno, entre outras despesas como as de materiais de escritório, deslocamento de colaboradores para compromissos profissionais ligados à ONG, correios, cartórios.


Outros ganhadores


Isabela Rodrigues, 24 anos, foi uma das pessoas sorteadas pela campanha Aventura Nacional. De São Paulo, capital, ela viajou com o irmão para conhecer as prais de Vitória, no Espírito Santo.


“Quando venci, fiquei muito feliz, pois foi uma situação inesperada e incrível, que ainda me possibilitou escolher para onde eu gostaria de viajar. Escolhi viajar com meu irmão para Vitória, um dos lugares mais bonitos que já visitei e se não fosse a Soul bilíngue eu talvez nunca teria conhecido”, conta Isabela.


Diovanna Stelmam, ex-aluna da ONG, e sua mãe, Telma Negeski, foram outras ganhadoras e conheceram Porto de Galinhas, em Pernambuco


“Foi um misto de sensações quando ganhei, fiquei muito feliz ao saber que poderia conhecer lugares incríveis no Brasil. Fizemos três passeios em uma só viagem, então foi uma experiência extremamente incrível, desde a pousada à beira-mar a todas as comidas típicas que comemos em cada local.”, diz Diovanna.

72 visualizações0 comentário

Commentaires


bottom of page